VIDA

video

Nem sei ao certo se isso é um estudo, ou algumas observações que tenho feito ultimamente que vem me chamando a atenção.
Deus me levou a trazer a essa página de internet, mensagens que façam pensar , relfletir, tomar atitudes, todos os que leêm as postagens. E agora creio que não é diferente.
Temos visto nos jornais, televisão, net, tudo o que está acontecendo no Rio.
Quanta trágedia, quantas mortes...
Tantas pessoas que podem nem ter dado um beijo de boa noite no seu marido, crianças que dormiram e nem viram acontecer.
Homens que sairam de casa para trabalhar, ou para qualquer outra coisa, dizendo a todos um " volto já já ", e não deu tempo de mais nada...
Refletia por esses dias, lendo meus livros, a Bíblia, orando... tentando olhar com os olhos de Deus para o que somos e o que Ele espera de nós.

Venho passando um aperto por causa de uma inflamação de nervo ciático, que atrapalha em muitas coisas, como dormir, caminhar, pegar qualquer tipo de peso e por aí vai. Essa novela já dura uns 4 meses, em todo esse período, tentei de todas as formas resolver, indo a quiroprata, tomando injeção, remédios fortes,mas nada adiantava, pois não tinha feito o correto, orar e pedir que Deus providenciasse a cura.

Aí, comentando com uma irmã da Igreja que congrego, que trabalha em um hospital muito grande aqui em R.Preto, me disse que me ajudaria a ser consultado , para ter o tratamento correto para o que estava sentindo. Desde o começo, eu estava tentando resolver da minha forma, mas precisava começar tudo de novo, e do modo certo agora, sendo consultado por médicos e tudo mais.
Pra mim, foi uma resposta imediata as minhas orações, mas não era só isso que Deus tinha a me mostrar. O que realmente importava, estava por vir no dia da consulta.

Nunca tinha entrado neste hospital ( Hospital das Clínicas ) , que é considerado base na medicina, formando muitos médicos aqui da região e de vários estados . Pois bem, ás 7 horas já estava lá, e nunca vi tanta gente de tantas cidades como aquele dia. Ambulâncias de todas as partes do estado de SP e de fora do estado também trazendo pessoas para serem consultadas e atendidas, fora as filas de triagem, enormes, umas 6 mais ou menos indicando quais dos balcões que deveriam passar para registrar presença e esperar consulta.

Minha lição praticamente dita começa aí. Eram 11 balcões já dentro do hospital, cada um com uma cor, para marcar a presença e esperar a chamada do médico, cada fila com um mínimo de 100 pessoas.
Eu estava tranquilo, pois estava com um livro á mão. Iria marcar o atendimento e esperar sentado o médico chamar, tava tudo em ordem.
Isso pra mim, já é um exercício, paciência. Mas ver em todo o caminho, pessoas de muleta, em macas, com tubos e mais tubos pelo nariz, pelo corpo, em pé ou com parentes ou amigos nas filas para marcar o lugar, já me chamou a atenção.

Qual era realmente a importância da meu atendimento? Será que precisava tanto assim, perto destas pessoas que nem em pé conseguiam ficar direito?
Bom, chegou a minha vez de marcar o lugar, mas ainda precisava me registrar , pois era meu primeiro atendimento. Saí daquela fila, na média com 100 pessoas e fui pra outra com umas 50 pra registrar. Aquela paciência tava sendo testada, mas aguentei firme. Afinal de contas, era só pra registrar, achei que seria rápido.
Foi uma hora só pra chegar a minha vez, vendo de novo pessoas com muitos mais problemas do que eu, vindo de cidades distantes, e ali esperando para serem chamadas. Vi solidariedade entre desconhecidos, que se ajudavam, traziam água, cadeiras, conversavam entre si.
Uma senhora estava sentada em um banco, que de repente quebrou e caiu de cara no chão. Ninguém do hospital olhou pra ela, mas um senhor que estava próximo, a ajudou imediatamente. Achei curioso, pois ninguém do hospital foi perguntar se tinha se machucado ou coisa parecida.

Bom, agora voltei ao balcão, que anteriormente tinha passado, e marquei o meu lugar, atrás das 100 pessoas que estavam na fila. A princípio, quase fui embora, mas não podia agir pela minha carne e fraueza de achar que iria demorar demais, pois ser atendido ali era certeza de ter um ótimo atendimento, e fiquei.
De novo, Deus me mostrou como devemos nos quebrar e por nossas vontades de lado. Não havia bancos para sentar próximo da sala do médico, e se eu fosse sentar aonde haviam bancos, não o escutaria. Fiquem em pé.
No começo, nem me incomodei, pois afinal de contas, eu iria ser atendido, logo iria vagar uma cadeira ou algo assim. Ledo engano. Foram 5 horas.
Mas nesse período todo, vi gente que estava em condições muito piores do que eu. Eu estava com um incômodo na perna. Vi muitos ali que nem perna ou braços tinham.
Pessoas em macas nos corredores por horas. Crianças andando de muletas, pois não tinham as pernas fortes para se manter em pé. Isso mexia comigo por dentro.
E comecei a analisar, o quanto Deus nos abençoa todos os dias, e nem ao menos percebemos.
Percebemos que é uma benção se é financeira, em forma de trabalho ou algum exemplo que queiram se lembrar. Deus neste dia , me mostrou e me ensinou na prática que a maior benção que Ele pode nos dar é a vida. Vi o quanto sou abençoado por estar vivo, por andar perfeitamente, ter ânimo e força para correr, olhos para enxergar, braços para agarrar e segurar, nariz e pulmões para respirar.
Vi muitos ali que não tinham nada disso.

Depois que fui consultado, medicado e marquei fisioterapia no hospital mesmo, percebi que havia sido curado de outras coisas. Não da minha dor ou incômodo, que nem está tão incômoda assim, mas em enxergar e ter o coração e o espírito disposto a ser ensinado, e a dar valor em cada segundo da minha vida.
Em minhas atitudes, ações, para com minha família e meu próximo, e antes de tudo, dar a minha vida para Jesus Cristo.
O esforço das pessoas em trazer seus familiares para serem consultados, pessoas debilitadas, mas lutando pela vida, a ajuda de um desconhecido a outra que necessitava, mostrou muito a mim naquele dia. que nós, como filhos de Deus, devemos reconhecer, nas pequenas coisas, a mão de Deus agindo em tudo. Deus tem um propósito perfeito para tudo e para todos, e o propósito deste dia foi este, dar valor a vida, dar valor a tudo que Ele nos faz e não percebemos.
Mesmo quando achamos que está tudo perdido, que não tem como imaginar um novo recomeço, temos de ter a certeza que Deus está conosco, mesmo quando não temos de onde tirar forças. Se achamos que alguma coisa de nossa vida não está legal, pensemos que pode haver alguém em uma situação muito pior, que nem assim se deixou levar pelos problemas, mas mostrou aos problemas o tamanho do Deus que serve.

Vejam o vídeo, acredito que já tenham visto a história deste rapaz, como disse uma irmã em Cristo e de blog, ilustra muito bem o que é dar valor á vida.

Deus abençoe !


2 irmãos comentaram:

disse... [Responder o comentário !]

AMÉM!!! É o Deus que nas dificuldades faz a gente crescer!!

disse... [Responder o comentário !]

Poxa irmão! Que video emocionante.
Quanto a postagem excelente.
Muitas vezes deixamos de aprender mais de Deus por não atentarmos aos detalhes, nos fechamos em nós mesmos achando que nossos problemas são exclusivos.
Obrigado por compartilhar meu irmão.
Deus te abençõe...
Maurinei...
http://fiqueligadobloggospel.blogspot.com/

 

©2009 Vamos compartilhar o amor de Jesus ! | Template Blue by TNB